O Dia Internacional do Homem é comemorado neste dia 19 em meio ao Novembro Azul, mês de alerta aos cuidados com a saúde do homem e da importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata.

A campanha surgiu para desmistificar o câncer de próstata e alertar para a prevenção e promoção da saúde do homem de forma geral com a conscientização da população sobre a importância dos exames anuais a partir dos 50 anos.
Câncer de Próstata em números

Mundialmente, o câncer de próstata atinge 1,5 milhão de pessoas e a mortalidade gira em torno de 360 mil pacientes anualmente. No Brasil, segundo estimativas do INCA, ocorrerão 68.220 novos casos de câncer de próstata no Brasil em 2018. A próstata é uma glândula responsável pela produção dos nutrientes e fluidos que constituem o esperma. Está situada logo abaixo da bexiga e à frente do reto. Por seu interior, passa a uretra, detalhe anatômico que explica porque a dificuldade para urinar é queixa comum em homens com mais de 50 anos. Com o avançar da idade ocorre o crescimento benigno da próstata, chamado de hiperplasia prostática benigna.

Principais sintomas do câncer de próstata

Como a maioria dos pacientes em estágio inicial não apresentam sintomas, a detecção precoce da doença torna-se mais difícil. Logo, a recomendação médica é a realização do checape anual, pois, apesar de mortal, o câncer da próstata tem até 90% de probabilidade de cura se for diagnosticado precocemente. Os exames de prevenção do câncer incluem a dosagem do PSA (exame de sangue) e toque retal. Importante deixar claro que existem causas benignas para o aumento do PSA, como infecção urinária ou prostatites.Aproximadamente 40% dos casos de câncer de próstata encontram-se em estágio muito avançado quando seus primeiros sintomas aparecem:

  • Dificuldade de urinar
  • Demora em começar e terminar de urinar
  • Sangue na urina
  • Diminuição do jato de urina, e
  • Necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite

Prevenção e combate

A prevenção do câncer de próstata é a ação tomada para reduzir a chance de contrair a doença. Prevenir o câncer de próstata significa evitar os fatores de risco que aumentam as chances de desenvolver a enfermidade.

Idade

É doença extremamente rara abaixo dos 40 anos. A incidência começa a aumentar a partir dos 50 anos. Dois em cada três pacientes com essa doença têm mais que 65 anos quando recebem o diagnóstico.

História familiar

Ter um parente de primeiro grau com diagnóstico de câncer de próstata aumenta duas vezes a probabilidade de desenvolver a doença.

Raça

Homens negros correm mais risco e tendem a desenvolver tumores mais agressivos.

Obesidade

Acredita-se que homens obesos têm um risco maior de ter câncer de próstata mais agressivo.

Alimentação Inadequada

Dietas hipercalóricas, ricas em gorduras e pobres em fibras, frutas e vegetais aumentam o risco.

Atividade física

A prática regular da atividade física influencia no controle de peso, no nível de gordura, fortalece a defesa do organismo, além de atuar diretamente sobre hormônios e marcadores inflamatórios. E esses são fatores determinantes para a prevenção do câncer, principalmente o de intestino (cólon), endométrio e mama.Pratique atividades físicas como caminhar, andar de bicicleta, jogar futebol. Não há necessidade de serem obrigatoriamente aquelas modalidades sistematizadas ou que demandem a contratação de serviços como academias. Quanto mais se movimenta o corpo, maior a proteção contra o câncer.

Veja quais exames devem ser feitos

  • Checagem da pressão arterial
  • Cálculo do índice de massa corporal (IMC) para avaliar o peso
  • Medição da circunferência abdominal para verificar o risco cardiovascular
  • Exames de sangue para medir o colesterol, o triglicerídeo, a glicemia (taxa de glicose no sangue)
  • Exames de sangue e urina para avaliar a função renal
  • Avaliação cardiológica – o médico irá decidir quais exames solicitar, de acordo com o estado de saúde do paciente, assim como o histórico familiar
  • Avaliação oftalmológica – previne doenças como glaucoma, catarata e para avaliar a saúde ocular em geral
  • Avaliação dermatológica para prevenir o câncer de pele
  • Consulta odontológica
  • Homens com vida sexual ativa devem fazer exames periódicos para testar o HPV, HIV, hepatites virais e demais infecções sexualmente transmissíveis (ISTs)

(Fonte: Bio em Foco)