O que é um protesto? Compreendendo os tipos e motivos

Fonte de reprodução: Getty imagens

Um protesto é uma manifestação ou comício para informar e influenciar o público sobre algo que está acontecendo na sociedade. Aprenda sobre os tipos de protestos junto com alguns exemplos famosos. Veja por que os protestos acontecem.

O que é um protesto?

Um protesto é uma demonstração para influenciar a opinião pública, expressar descontentamento, chamar a atenção para a injustiça ou compartilhar informações sobre algo que está acontecendo ao seu redor. Você pode ter um protesto local de uma pessoa se opondo a uma ideia ou ação, como protestar contra o menu de almoço em sua escola. Você também pode ver protestos estaduais e nacionais por parte de um público em massa. Exemplos famosos de protestos nacionais em massa são as manifestações e marchas orquestradas por Black Lives Matter. Um exemplo histórico de protestos famosos aconteceram durante o movimento dos direitos civis. Para entender verdadeiramente o que é um protesto, é importante observar os diferentes tipos de protesto.

Fonte de reprodução: Getty imagens

Tipos de Protesto

Quando se trata de diferentes tipos de protestos, normalmente você vê duas classes distintas de protestos. Protestos não violentos em que uma pessoa ou grupo trabalha junto para promover mudanças em um assunto não violento. Protestos violentos, às vezes chamados de motins, use violência, destruição ou intimidação para incitar a mudança. Protestos violentos podem começar como protestos não violentos ou ser desencadeados em um protesto violento por frustração. Explore diferentes tipos de protestos junto com exemplos de cada um.

Marchas e Ralis

Uma marcha ou comício é um protesto não violento em que um grupo de indivíduos se reúne com cartazes, cartazes e outros com informações sobre sua causa. As marchas também podem ter palestrantes específicos para fornecer informações sobre sua causa. Alguns comícios famosos que aconteceram em 2020 incluíram marchas em torno de cidades e capitais protestando contra bloqueios durante a pandemia COVID. 

Fonte de reprodução: Getty imagens

Cartazes e banners

Embora pôsteres e faixas possam ser usados ​​como parte de manifestações e marchas, eles também podem ser sua própria forma de protesto. Um único indivíduo pode criar um pôster ou banner objetando a uma questão. Por exemplo, uma família pode colocar um cartaz em seu quintal objetando a milhagem ou impostos que acontecem em sua área. Em uma escala maior, um grupo de direitos iguais pode distribuir pôsteres ou panfletos destacando as injustiças que acontecem na comunidade.

Protestos de Bombardeio

Outra tática que os manifestantes usam para chamar a atenção de forma violenta é o uso de bombas. Isso poderia ser um grande bombardeio de edifícios ou bombas incendiárias usadas durante um motim. As bombas normalmente causam ferimentos e mortes. Um exemplo famoso de um protesto de bombardeio aconteceu em 1970 na Universidade de Wisconsin-Madison. O bombardeio foi cometido por4 anti-Guerra do Vietnã manifestantes e destinadas ao Centro de Pesquisa Matemática do Exército.

Fonte de reprodução: Getty imagens

Por que as pessoas protestam?

Muitas pessoas podem se perguntar por que os protestos acontecem. No entanto, há uma razão muito boa. Os protestos são normalmente o resultado de descontentamento ou injustiça acontecendo na comunidade ou na nação. Indivíduos com ideias semelhantes normalmente se reúnem para trazer luz ao assunto e deixar o mundo saber o que está acontecendo. Globalmente, os protestos aconteceram por uma série de razões, incluindo direitos e leis dos trabalhadores, direitos civis, Igualdade LGBTQ, justiça racial, impostos, violência e mudança climática. No entanto, um protesto pode funcionar para mudar até mesmo as pequenas injustiças em sua comunidade. Ao trazer à luz o assunto, os manifestantes esperam fazer uma mudança.

FONTE: https://www.r7.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *